Já é um utilizador registado?
Recuperar
password
Se ainda não o é
Cesto de compras
        O Cesto está vazio
Pesquisar
Início
Quem somos
Contactos
Ajuda
Links
Catálogo
à mão de semear
Ficção
Juvenil
outro olhar
Percursos
psi
Saúde e Bem-Estar
extra colecção
Autores
Bruce H. Lipton

Bruce H. Lipton, biólogo celular e conferencista, é reconhecido internacionalmente como um dos pioneiros na ligação entre ciência e espiritualidade. Recebeu o prestigiado Prémio Goi da Paz (Japão) em 2009, que distingue a sua contribuição científica para a harmonia mundial.
Catálogo

Título: A Negação da Alma
Título original: Denial of the Soul
Autoria: M. Scott Peck
Colecção: outro olhar
Dimensões: 14 x 21 cm
Nº de páginas: 332
ISBN: 978-972-8541-38-5
Preço: 18,68 €
Preço online: 11,21 €


Sinopse

“Como posso dizer que Tony morreria indubitável e rapidamente se eu não tivesse reduzido a quantidade de adrenalina utilizada para manter a sua pressão arterial? Não existem remissões espontâneas de cancro? E curas milagrosas? Não há doenças que desaparecem de modo súbito e misterioso? 

Sim, de facto, esses fenómenos existem. Mas tendem a ocorrer relativamente cedo no curso da enfermidade. Nunca ouvi falar da cura de uma doença que tivesse progredido até ao ponto do cancro de Tony.
Ainda assim, aprendi a desconfiar da capacidade humana de prever quase tudo com toda a certeza. Acredito que existe sempre um elemento de dúvida. Foi por isso que, quando naquela manhã há trinta anos atrás rodei cuidadosamente o grampo do tubo intravenoso de Tony, o fiz cheio de receio e de dúvidas. Desejei desesperadamente ter podido partilhar esta decisão. Acho que uma opção destas não deve ser feita por um único médico, excepto se não houver outra escolha.
Apraz-me constatar que o clima propício a decisões deste tipo tem melhorado bastante nos últimos trinta anos. É agora uma questão de rotina pôr em causa o recurso a medidas heróicas em situações como a de Tony e envolver a família nessa decisão. Em 1965, isto era impensável. Nessa altura, o procedimento a seguir era usar a tecnologia de saúde até aos seus limites, combater a morte até ao fim e nunca considerar sequer a possibilidade de a família ter uma voz activa nesse processo. Hoje em dia, faz parte da rotina discutir estas questões com a maior parte das famílias. “

Links relacionados
Notas biográficas
  • M. Scott Peck
  • Política de Privacidade e Segurança | Contactos | Ajuda copyright © 2006-2017 Sinais de fogo made by: BuzzID